dicas

Copiando a imagem das atividades Para copiar ou salvar as imagens das atividades siga os seguintes passos: 1- Clique sobre a imagem com o botão direito do mouse. 2- Irá aparecer uma caixa, clique em exibir imagem. 3- A imagem será ampliada, clique novamente sobre ela com o botão direito do mouse. 4- Irá aparecer uma nova caixa, clique em copiar a imagem ou salvar como. 5- Se copiar a imagem cole no Word. 6- Se salvar como, escolha um local no seu computador e salve.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

O lobo e o cordeiro - Interpretação textual


sábado, 19 de abril de 2014

Simulado Sarespinho Matemática


Sistema monetário - trocas de dinheiro



Avaliação de matemática - 2º bimestre/ 2 e 3º ano





Os três porquinhos - Atividades




Tabuada para imprimir


domingo, 13 de abril de 2014

sarespinho 2º ano

sarespinho - 2º ano

janelas de anuncios

Bom dia,

Ao clicar em alguma atividade e surgir uma janela de anúncio, não se irrite... rsrsrs... basta fechar a janela (clicar no x a direita) e pronto... atrás dela surgirá a página com as atividades que vocês buscavam.

Simples assim


Roseli, administradora do blog

domingo, 6 de abril de 2014

SEQUENCIA DIDÁTICA - A GALINHA CHOCA





O CALDEIRÃO DA BRUXA

TUBARÃO - TEXTO INFORMATIVO

PROBLEMAS DIVERSOS

INTERPRETAÇÃO DE TABELA DE INFORMAÇÕES - MATEMÁTICA


LIÇÃO DE CASA - MATEMÁTICA

OPERAÇÕES MATEMÁTICAS - LIÇÃO DE CASA


BARATAS LUCRATIVAS



BARATAS LUCRATIVAS

O médico alergista Gilberto Pradez, do Rio de Janeiro, ficou feito barata tonta depois de um anúncio que colocou no jornal. Nele, Pradez oferecia R$ 25,00 por 100 gramas de baratas. Só que as baratas deveriam ser mortas com uma pancada de leve ou afogadas, Nada de usar inseticidas ou esmagamentos para acabar com elas. O resultado do anúncio foi uma avalanche de pessoas com dezenas de baratas na mão, no seu consultório. Gilberto precisava de cinco quilos do inseto para alguns estudos que está fazendo com a sua casca. No anúncio ele pedia: “Juntem as baratas em casa e levem de uma só vez”.
Revista Zá, ano 1, nº 8. São Paulo, Pinus, março/1997.

1. O que significa a expressão “ficou feito barata tonta”?
2. Esse tipo de texto serve para:
a) (     ) recordar.
b) (     ) distrair.
c) (     ) vender.
d) (     ) informar.
3. Onde o texto foi publicado?
4. O que é médico alergista?
5. Qual é o gênero textual desse texto?
6. “Junte as baratas em casa e leve de uma só vez”. Porque essa frase está entre aspas?
7. Retire do texto uma frase completamente no plural.
8. Dê dois substantivos derivados para o primitivo “casca”.
9. Quanto custa 200 gramas de baratas?
10. Esse texto expressa fato ou opinião? Explique.

SIMULADO DE PORTUGUÊS - O PULO DO GATO

                                                                                                          


                                                                     O PULO DO GATO

A raposa andava maluca para pegar o gato. Mas ela sabia como todo mundo sabe, que o gato é o maior mestre pulador e nem adiantava tentar agarrá-lo. Com um salto de banda, o danado sempre se safava. Decidiu então a raposa usar da esperteza. Chegou-se para o gato e propôs a paz:
- Chega de correr atrás um do outro, mestre gato. Vamos agora viver em paz!
- Não é bem assim, comadre raposa - corrigiu o gato. - Não é um que corre atrás do outro, é uma que corre atrás do outro, é a "uma", que é a senhora, que corre atrás do "outro", que sou eu...
- Bom, de qualquer forma, vamos fazer as pazes, amigo gato. Como o senhor é mestre em pulos, proponho que, para celebrar nosso acordo de amizade, o senhor me dê um curso de pulos, para eu ficar tão puladora como o senhor. Pago-lhe cada lição com os mais saborosos filés de rato que o senhor já experimentou!
O gato aceitou e começaram as lições no mesmo dia. A raposa era aluna dedicada e o gato ótimo professor. Ensinou o salto de banda, o salto em espiral, a cambalhota simples, a cambalhota-com-pirueta, o duplo-mortal, o triplo-mortal e até o saca-rolha-composta. A raposa todos eles aprendia, praticava depois das aulas e, logo, já estava tão mestre em pulos quanto o gato. Decidiu então que já era chegada a hora de colocar em prática seu plano sinistro. No começo de outra aula, esgueirou-se por trás do gato e deu um bote, caprichando no salto mais certeiro que o mestre lhe tinha ensinado! E o gato? Deu um volteio de banda, rolou no ar, e a raposa passou chispando por ele, indo esborrachar-se num toco de aroeira. Ainda tonta da queda, a raposa voltou-se para o gato e protestou:
- Mas mestre gato, esse pulo o senhor não me ensinou!
-Não ensinei, nem ensino! Esse é o segredo que me salva de malandros como a senhora, comadre raposa. Esse é o pulo do gato!

BANDEIRA, Pedro. Nova Escola, nº48.


Interpretação
1-“com um salto de banda, o danado sempre se safava.”

A palavra abaixo que tem o mesmo significado da expressão sublinhada é:
A( ) exibia 
B( ) livrava.
C( ) prejudicava. 
D( ) esborrachava.


2- De acordo com o texto, a raposa fez ao gato a seguinte proposta:
A( ) viver em paz.
B( ) brigar para sempre.
C( ) dividir os filés de rato.
D( ) viver cada um no seu canto.


3- O texto mostra que tanto a raposa, quanto o rato sempre demonstraram ser:
A( ) lentos.
B( ) amigos.
C( ) espertos.
D( ) medrosos.


4- A raposa tornou-se aluna do gato para:
A( ) distrair-se com ele.
B( ) fazer as pazes com ele.
C( ) brincar, pois se sentia sozinho.
D( ) conseguir uma chance de devora-lo.


5- O plano da raposa fracassou porque ela:
A( ) confiou demais em sua esperteza.
B( ) era uma aluna desatenciosa.
C( ) errou os pulos ensinados.
D( ) agiu sem pensar.

VÓ CAIU NA PISCINA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE


DOM QUIXOTE - INTERPRETAÇÃO TEXTUAL




RETIRADA DO BLOG SOSPROFESSOR

DESAFIO MATEMÁTICO - IDADES

MAIS TIRINHAS







RETIRADAS DO BLOG WWW.MISTURADEALEGRIA.BLOGPOST.COM

TIRINHA DA MÔNICA - INTERPRETAÇÃO TEXTUAL

INTERPRETAÇÃO DE TIRINHAS
























































AMOR ANTIGO - INTERPRETAÇÃO TEXTUAL


AMOR ANTIGO

Ali, no escuro,
por cima do muro,
no alto da torre,
morava a princesa
da trança de prata,
da face da lua.

Ali, no canteiro.
morava a roseira,
da rosa primeira
dos contos em flor.
Chegando de longe,
de outro reinado,
um moço montado,
no seu alazão.

Subiu pela trança,
beijou a princesa...

No céu uma estrela
virou coração!
                                                      ORTHOF, Sylvia. 

1. Quanto ao gênero, o texto acima é classificado como
(A) conto de fadas.
(B) poema.
(C) paródia.
(D) parlenda.


2. Quem escreveu esse texto?

3. Que conto de fadas é recontado no texto “Amor antigo”?
(A) A bela adormecida.
(B) A bela e a fera.
(C) Rapunzel.
(D) Cachinhos Dourados.

4. Retire, do texto, dois trechos que confirmam a sua opção de resposta na  questão.

5. Escreva esse texto empregando dois pontos e travessão. Não esqueça dos parágrafos.

A cobrinha chega em casa e pergunta para o pai Papai, é verdade que somos venenosas? Não, minha filha! Mas por que perguntou? E a cobrinha É que acabei de morder a língua!

7. Escreva frases usando

a) POR QUÊ

b) PORQUÊ

Carta- Interpretação textual

1 - Leia esta carta.

Querida Ângela,

             Depois que você foi embora para Ribeirão Preto, eu fiquei um tempão andando pela casa que nem barata tonta, achando tudo muito sem graça. Cada vez que eu pensava que ia ter que esperar as outras férias para brincar outra vez com você, me dava vontade de sair gritando de raiva. Mamãe me deu um picolé para eu ficar contente, mas a raiva era tanta que eu mastiguei toda a ponta do pauzinho, até ficar franjinha. Mais tarde a Maria e a Cláudia vieram me chamar para brincar. Nós ficamos pulando corda na calçada, e depois sentamos no muro e ficamos brincando de botar apelidos nos meninos. O Carlinhos ficou sendo o Carlão-sem-sabão. Toda vez que a mãe dele chamava para tomar banho, ele volta depois com outra roupa, mas com a mesma cara. A Cláudia disse que o Carlinhos abre o chuveiro só pra mãe dele ouvir o barulho, mas vai ver ele fica sentado na privada vendo a água correr. Aí troca de roupa, e pronto.
           A mania do Chico é dizer que um jogo não valeu sempre que ele está perdendo. Então, o apelido dele ficou sendo mesmo “Chico-não-valeu”. Não deu para inventar mais apelido porque os meninos ficaram loucos da vida, quiseram tomar a corda da gente e começaram a puxar nosso cabelo. No fim cansou, a gente acabou indo todo mundo jogar queimada na casa do Fernando.
           Eu voltei para casa contente da vida, mas quando o Fábio me viu foi dizendo: “Tá tristinha porque a priminha foi embora? Vai ser ruim mexericar sozinha por aí, né?” Ah, Ângela, que raiva! Às vezes dá vontade de trocar esse irmão marmanjo por uma irmã do meu tamanho como você!
         Um beijo,
                                                                    Marisa


STAHEL, Monica. Tem uma história nas cartas da Marisa.
Belo Horizonte: Formato, 1996. p. 5.

    1.    Esse texto é uma carta pessoal.
 
a) Quem escreveu  esta carta?_____________________________
b) Para quem ela escreve?________________________________
c) Essas pessoas são adultas ou crianças? Como você descobriu?
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________

2. Na carta, Marisa faz referências a três brincadeiras: pular corda, colocar apelido em meninos e jogar queimada.

a)    Que outras brincadeiras desse tipo você conhece?

________________________________________________________________________

b)    De qual delas você mais gosta de brincar?

________________________________________________________________________

3. No final da carta, Marisa conta que Fábio, seu irmão, a provocou e a deixou com raiva.

a)    Esse irmão é mais novo ou mais velho que Marisa?

______________________________________________________________________

      b) Que palavra mostra isso?

______________________________________________________________________

      c) O que quer dizer mexericar? Marque a resposta correta.

(      )    Chupar mexericas.    
(      )  Conversar em segredo, fazer intrigas.   
(      ) Cantar  em voz baixa.

4. Depois da partida de Ângela, Marisa ficava andando pela casa que nem barata tonta. Você já ouviu a expressão barata tonta? Expressões como essa são criadas pelo povo. O que significa “barata tonta” no texto?

(      ) Pessoa nojenta, antipática.        
(      ) Pessoa desnorteada, perdida.
(      ) Pessoa  que tem medo de baratas.   
(      ) Pessoa atenta.   

5. Normalmente as cartas apresentam, logo na primeira linha, o nome da cidade e a data em que foram escritas. Na carta de Marisa não há essas informações.

a)    Se você fosse Marisa e estivesse escrevendo essa carta hoje, que cidade e que data deveriam aparecer no início dela?
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________
b)    Que expressão Marisa usa para se despedir de Ângela?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

6. Em que situação as pessoas escrevem cartas pessoais?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

7 -  Imagine que você seja Ângela, a prima de Marisa. Escreva em seu caderno de  produção de texto uma resposta à carta de Marisa, comentando sobre a tristeza da separação de vocês, a importância de ter amigos em ocasiões difíceis, o que você está sentindo etc. Conte também o que tem feito, se fez novos amigos, como está se relacionando com os colegas da escola etc.

8 -  Socialize sua carta resposta.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________



Google+ Followers